Ao vivo
ouça agora!
/
/
Padre é nomeado pároco da 32ª paróquia da Arquidiocese de Cuiabá

Padre é nomeado pároco da 32ª paróquia da Arquidiocese de Cuiabá

Dom Mário Antônio, arcebispo metropolitano, concedeu, nesta terça-feira (11.06), a nomeação do novo pároco da Paróquia São Sebastião, Cuiabá. Padre Elilzo Marques, que passa a ser, canonicamente, responsável pela 32ª paróquia da Arquidiocese de Cuiabá. A Solenidade de Elevação da Paróquia e posse do novo pároco será no próximo dia 27, na igreja matriz, no bairro Três Barras, em Cuiabá.

Padre Elilzo é Mestre em Catequese e há quase 15 anos é sacerdote na Arquidiocese. Nesses anos, ele se dedicou aos trabalhos pastorais e catequéticos à frente de diversas atividades, entre elas: a vice-reitoria no Seminário Cristo Rei, seguindo um período como vigário na Paróquia Cristo Rei, antes de ser designado para Roma, onde realizou seus estudos em Catequese pela Faculdade Pontifícia Universidade Salesiana.

Retornando ao Brasil, o sacerdote atuou como vigário na paróquia Mãe dos Homens. Em seguida, foi nomeado pároco na Paróquia São João Bosco, lá esteve nos últimos sete anos. Agora, o padre tem o desafio, após viver seis meses de experiência pastoral, de acolher essas 10 comunidades que fazem parte de sua administração.

“É uma alegria e um desafio grande. Deus me colocou aqui e me confiou as almas desses novos paroquianos. Temos muito trabalho pela frente e eu estou sendo muito bem acolhido e amado por todos”, destacou o pároco que já teve com desafios semelhantes em outras paróquias.

A redivisão das comunidades, que pertenciam à Paróquia Imaculado Coração de Maria, agora, com o plano de reestruturação da arquidiocese, passa a integrar a Paróquia São Sebastião, que tem São Sebastião como padroeiro da igreja matriz.

“A nomeação foi chancelada hoje (11), para que as documentações necessárias fossem preparadas para a posse, no próximo dia 27, dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro”, destacou o arcebispo.

Padre Elilzo foi o responsável pela chegada da Catequese Bom Pastor na Arquidiocese de Cuiabá. Além disso, sua preocupação com as formações contínuas de novos catequistas sempre foi presente por onde passou. O sacerdote também contribuiu para a preparação das crianças e das famílias para a criação de novas escolas católicas em Cuiabá e baixada cuiabana.

Compartilhar: