Ao vivo
ouça agora!
/
/
CANTOR PITTER DI LAURA FALA DE PROJETOS E COMPOSIÇÕES NO EXPRESSO 33

Rádio Bom Jesus

CANTOR PITTER DI LAURA FALA DE PROJETOS E COMPOSIÇÕES NO EXPRESSO 33

CANTOR PITTER DI LAURA FALA DE PROJETOS E COMPOSIÇÕES NO EXPRESSO 33 - foto : Bom Jesus FM

O cantor católico Pitter Di Laura retornou a Mato Grosso para uma apresentação e deu um pulo no Programa Expresso 33, na Rádio Bom Jesus FM. Na última quinta-feira (20), o cantor, compositor e produtor musical falou como descobriu a vocação e como ela se relaciona com sua fé católica.

“Primeiro eu descobri na Igreja o dom pela música. Eu fui num encontro de jovens e quando eu cheguei, tinha um cara que tava cantando, tocando, fazendo tudo assim, pregou também. Eu voltei para casa e falei, cara, que legal que esse cara faz, eu queria fazer isso também. Aí eu lembro que meus pais tinham comprado um violãozinho aquele dia. Eu lembro que fui para o quintal da minha casa e falei assim, olha, se existe Deus, eu quero aprender a tocar esse negócio aqui. E guardei o violão como se nada tivesse acontecido. Mas ali algo mudou em mim, aí eu comecei a despontar para musicalidade. Meu pai sempre gostou muito de cantar, né? Mas não tocava nada, não tocava nenhum instrumento. E eu comecei a tocar e ali eu já comecei a tocar na Igreja mesmo. Agora o dom da composição de fato se acentuou quando eu entrei para Canção Nova”, disse Pitter Di Laura.

Para Pitter, houve um episódio que foi muito importante para sua carreira, o encontro com o Padre Roger Luiz.

“Fazia dois anos que eu tava na Canção Nova, o padre Roger Luiz, que é da canção nova, me apresentou para o padre Jonas, apesar de eu já o ter conhecido, inclusive foi aqui na rádio difusora, a gente se conheceu aqui, e ele falou: ‘Padre, esse aqui é o Pitter’. E aí o padre Roger falou: ‘Olha, ele é cantor, ele canta’. Aí o padre Jonas olhou para mim e falou: ‘Não, ele canta, mas o principal dom dele é a composição, e ali, dali para cima, dali para frente melhor, aí começaram a vir as composições”.

Para o Artista católico, o tempo que trabalhou na antiga Rádio Difusora, hoje Rádio Bom Jesus, fez diferença na cultura musical de Pitter.

“Eu devo também a esse tempo que trabalhei aqui na Rádio Difusora e ao longo desse tempo, claro, às referências que a gente tem de música católica, Dunga, Vida Reluz, o próprio Padre Jonas, que teve músicas memoráveis, Diácono Nelson Correia, que fez muita música que o Padre Jonas cantou. Então esses monstros, Eugênio Jorge, enfim cara, foi muita gente que aprendi a admirar, a gostar e foi abastecendo meu acervo musical de tanto ouvir, ouvir, por conta aqui também da programação musical e até alguns que a galera não conhece tanto, mas que a gente acaba conhecendo porque a gente acaba ouvindo tudo aqui na rádio” falou Di Laura.

Com uma agenda recheada, na terça-feira (25) no programa PHN na TV Canção Nova, o músico vai lançar uma sequência de músicas até o acampamento PHN. A primeira é a intitulada “Sentinela”, que é uma composição do Juninho Casemiro. O próximo projeto é acampamento PHN dia 11 a 14 de julho. Depois do acampamento, Pitter começa a tratar também das missões pelo Brasil afora.

Veja entrevista:

 

Compartilhar:

Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS

A Fundação Bom Jesus, em parceria com o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, realizaram mais uma edição

Seja um ouvinte do mês

Publicidade