Ao vivo
ouça agora!
/
/
Rádio Bom Jesus e Vatican News: a voz do Papa em Cuiabá

Rádio Bom Jesus e Vatican News: a voz do Papa em Cuiabá

A Rádio Bom Jesus FM 92.7 é uma das emissoras associadas ao Vatican News, órgão de imprensa da Santa Sé, responsável pela cobertura de todas as atividades do Papa e da Igreja em Roma. Por isso, desde 2022, transmitimos em nossa programação o jornal do Vaticano, as audiências gerais do Papa Francisco, às quartas-feiras, e a oração do Ângelus, aos domingos.

Conheça um pouco mais da história da Rádio Vaticano e do Vatican News:

“Vatican News é o portal de informação da Santa Sé, que junto com a Rádio Vaticano, L’Osservatore Romano e Vatican Media, pretende responder “sempre melhor às necessidades da missão da Igreja” na cultura contemporânea. A aventura de Vatican News começou em 27 de junho de 2015, com o Motu Proprio do Papa Francisco que instituiu a Secretaria para a Comunicação, agora Dicastério da Cúria Romana.

Vatican News, superando o conceito de simples convergência digital, quer responder e, em certo sentido, antecipar as contínuas mudanças de lugar e forma da comunicação, com o objetivo de “comunicar o Evangelho da misericórdia a todos os povos” nas diversas culturas. Expressa-se e interage através do áudio, vídeo, texto, imagens, em nível multilíngue, multicultural, multicanal, multimídia e multidevice.

Existem quatro áreas temáticas que fornecem informações sobre as atividades do Papa, da Santa Sé, das Igrejas locais, assim como notícias do mundo. Vatican News se baseia na força operacional das redações linguísticas da Rádio Vaticano (projetada e construída por Guglielmo Marconi por vontade do Papa Pio XI, a Rádio Vaticano começou a transmitir em 12 de fevereiro de 1931) e pretende não apenas informar, mas levar a esperança da fé para o mundo inteiro e oferecer uma chave para interpretar os fatos à luz do Evangelho. Critério guia é “o apostólico, missionário, com especial atenção às situações de sofrimento, pobreza e dificuldade”. (Discurso do Papa Francisco à plenária da SPC, 4 maio 2017)”.

Compartilhar: